Entendendo as etapas de Validação até o MVP

Agora que já entendemos como dar os primeiros passos, como devemos dar corpo e sentido às nossas ideias?

Um conceito bastante difundido entre as startups é o do “Mínimo Produto Viável” (MVP), que, em linhas gerais, é uma espécie de modelo inicial da ideia que você está propondo, desenvolvido com o mínimo de recurso possível, para que as suas hipóteses sejam testadas – aceitação do mercado, valor agregado, melhorias propostas etc.

Seria prudente, então, investir em algo que só foi idealizado, mas que ainda não teve nenhum feedback do que está sendo proposto? De forma análoga, proponho a seguinte reflexão: você gastaria R$100.000,00 na compra de um carro de alto padrão que você não tem a certeza se ele possui um motor?

A proposição acima parece esdrúxula, mas para as nossas startups temos que ter o mesmo tipo de pensamento, afinal, do que adianta investir em uma tecnologia robusta se você não consegue ter noção se vai ter clientes, ou o que os seus clientes querem?

Para o desenvolvimento do MVP é necessário, antes de tudo, despir-se de qualquer tipo de vaidade. É dessa forma que você mantém os pés no chão, com a possibilidade de sua empresa dar certo, ou não. Assim, você pode analisar as suas ideias de forma crítica, elaborando questões que devem ser abordadas na hora de formular suas hipóteses.

O MVP propõe um processo cíclico de aprendizado sobre o seu produto – comportamento de clientes, estratégias, qual a percepção de valor do usuário – para que você faça os aprimoramentos necessários e de forma gradual.

Não existe uma fórmula ou receita para o MVP. Você precisa refletir sobre o que você pretende executar e como pode simular as ações que está propondo de uma forma prática, objetiva e barata. Nesse link você pode ver como algumas das mais famosas startups do mundo começaram:

https://www.napratica.org.br/mvp-empresas-tecnologia/

Então, como você vai estruturar o seu MVP?


Gabriel Novelli

Engenheiro Civil - UFBa


Co-Fundador da OrçaAqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *