ABENC-BA comemora 30 anos de fundação e inaugura galeria dos Presidentes

0
352

A Associação Brasileira de Engenheiros Civis – Departamento da Bahia – Abenc-BA, comemorou, na noite desta quinta-feira (18), 30 anos de fundação. A solenidade, que também foi marcada pela inauguração da Galeria dos Presidentes, aconteceu no auditório Eng. Manoel Segura, Edifício Torres do Parque (Itaigara) e reuniu diretores, familiares, associados, autoridades e amigos da entidade.

 

Na mesa de abertura, a presidente Rute Carvalhal enalteceu a luta dos 86 engenheiros civis que ajudaram a fundar a Abenc-BA, no dia 18 de agosto de 1986, traçou um histórico da entidade e das ações promovidas em 30 anos de criação. “Hoje é dia de festa. É uma grande honra prestar esta singela homenagem a todos que acreditaram e continuam acreditando que somente com a nossa união é que estaremos ocupando lugar de destaque no cenário baiano”, pontuou Carvalhal.

 

A mesa solene também foi composta pelos engenheiros Raimundo Borges, presidente vitalício da entidade, Luis Edmundo Prado Campos, representando o Crea-BA e a Escola Politécnica da Ufba, Flavio Correia de Souza, presidente do Crea-DF, Ubiratan Félix, presidente do Senge-BA, Caiuby Alves, presidente do Instituto Politécnico da Bahia e o diretor geral da Mutua-BA, Joseval Carqueija.

 

O represente do Crea-BA, engenheiro Luis Edmundo Campos, em seu discurso, parabenizou a Abenc pelos 30 anos, destacou que a entidade é a segunda do Estado a congregar o maior número de engenheiros, depois do Senge, que é sindicato, e pediu a todos para refletir sobre o atual momento da engenharia, que sofre com a crise econômica do país. “Apesar de termos uma profissão muito bonita, somos desunidos. Vamos aproveitar este momento para reerguer a nossa profissão”.

 

Ao saudar toda a diretoria da Abenc-BA, o presidente do Crea-DF, engenheiro Flavio Correia, agradeceu ao convite e falou da importância da associação baiana. “Sinto-me lisonjeado em estar comemorando o aniversário de uma entidade que tem se mostrado sólida e forte. Devemos reconhecer e valorizar o passado para construir o futuro e o Crea-DF estará sempre a disposição da Abenc nesta caminhada”.

 

Homenagens aos ex-presidentes

 

A festa de 30 anos foi marcada pela inauguração da Galeria dos Presidentes da Abenc-BA e homenagens, com um diploma e uma placa, aos oito presidentes que estiveram à frente da entidade, desde 1986. O Crea-BA recebeu as mesmas honrarias pelo apoio a Engenharia Civil baiana e defesa da sociedade.

 

Foram homenageados os ex-presidentes: Raimundo Pereira Borges (1986, 1987/1988, 1989/1990); Rui Ribeiro Cordeiro (1991/1992); Ayrton Sá de Faria (1993/1994; 1995/1996); Dario Quirino Nery, in memoriam (1997/1998; 1999/2000); Francisco Correia Guerreiro (2001/2002; 2003/2004); Manuel Segura Martinez, in memoriam (2005/2006); Enéas Cardoso de Almeida Filho (2007/2009; 2010/2012) e Valter Souza Moraes Sarmento (2013/2015).

Emocionado, o engenheiro Raimundo Borges lembrou a luta dos amigos, muitos ali presentes, em fundar a Abenc-BA, e fez um pedido. “Na década de 80 havia resistência da academia, dos profissionais e dos empresários, que não acreditavam no fortalecimento de uma base profissional. Agora, na companhia de muitos amigos que estiveram comigo na fundação, peço o fortalecimento da nossa profissão, junto as Abencs de todo o país. Viva a Abenc e viva a Engenharia Civil”, defende Borges.

 

O ex-presidente Enéas Cardoso, que não pode comparecer a sessão, foi – antes da fundação da entidade – um dos coordenadores da criação do primeiro regimento da Abenc. Através de seu sobrinho e representante, Ismael Galvão, recebeu os méritos do diploma e da placa e encaminhou mensagem de homenagem ao presidente vitalício. “Raimundo Pereira Borges, grande defensor da engenharia civil. É assim que associo ‘Borginho’ – como é carinhosamente apelidado por seus amigos –  à engenharia, pois se devotou de coração à esta causa! Seu grande sonho é ver a engenharia civil independente e reconhecida pela importância tanto de seus e para seus profissionais, como para o desenvolvimento e independência econômica do nosso país”, finalizou.

 

A solenidade foi encerrada com um coquetel de confraternização e o anúncio da Revista Eletrônica especial 30 anos da Abenc-BA, disponível no site www.abenc-ba.org.br

 

COMPARTILHAR