Comissão de Deputados vai acompanhar a situação do extinto Derba

0
305

O conselheiro da Abenc-BA, engenheiro Luis Claudio Vargas Silva, compareceu à sessão plenária realizada no dia 25 de fevereiro, na Assembleia Legislativa, cuja pauta centralizava na situação funcional dos servidores do extinto DERBA. Acompanhe a matéria sobre o assunto, publicada no site http://municipiosbaianos.com.br/

 

Uma comissão especial (suprapartidária) de deputados estaduais será formada no âmbito da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa para acompanhar a situação funcional dos servidores do extinto Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), avaliar a situação da malha rodoviária estadual, boa parte necessitando de reparos e estudar a viabilidade de reestruturação da autarquia, extinta há um ano, no bojo da reforma administrativa do governador Rui Costa.

 

A proposta foi feita pelo deputado Hildécio Meireles (PMDB), presidente do colegiado, e aprovada por todos presentes durante a Sessão Especial que, por iniciativa do próprio parlamentar, discutiu a situação funcional dos servidores do antigo Derba, na tarde do dia 25 de fevereiro, no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia.

 

A extinção do Derba, em 28 de fevereiro do ano passado, quando estava prestes a completar 98 existência, continua a repercutir em todo Estado e até fora da Bahia, como demonstrou a Sessão Especial na ALBA.

 

Tanto que durante o evento, o representante da Ordem os Advogados do Brasil, secção da Bahia (OAB-BA), Franklin Gomes, anunciou que a entidade irá realizar uma audiência pública, em sua sede, na Piedade em Salvador, para debater o fechamento do Derba, suas consequências e discutir também a necessidade do retorno da autarquia.

 

PLENÁRIO LOTADO

Mais de duzentas pessoas, da capital e do interior do estado, principalmente das vinte cidades onde o Derba mantinha Residências de Conservação e Manutenção, lotaram o plenário, inclusive as galerias, da ALBA durante a Sessão Especial.

 

O presidente da Asderba/Sindicato, Nilton Borges Ramos foi enfático, ao considerar a extinção do Derba “o começo do caos na rede rodoviária da Bahia, como mostra a deterioração da maior parte das estradas”. Segundo Ramos, a luta pelo retorno do Derba continua, “agora mais forte depois da Sessão especial desta quinta-feira”.

 

Depois da extinção, os servidores remanescentes reclamaram de perseguição e assédio moral. Na manha desta quarta-feira, eles fizeram um protesto no pátio do prédio do Tribunal Regional do Trabalho, exigindo o cumprimento de sentenças favoráveis a direitos trabalhistas], como o pagamento de precatórios que vem se arrastando há mais de dez anos.

COMPARTILHAR