Primeira mestre de obras da Bahia, Maria do Amparo, recebe homenagens

0
400

Considerada a primeira mulher mestre de obras da Bahia, Maria do Amparo, diretora do Sindicato dos trabalhadores da construção civil, recebeu a comenda Maria Quitéria da Câmara Municipal de Salvador. A honraria, que contou com a presença da diretora da Abenc, Aldiza Oliveira Santos Souza, foi entregue pelo vereador Sílvio Humberto (PSB). A solenidade aconteceu no Plenário Cosme de Farias, no dia 8 de julho.

De acordo com o socialista, Maria do Amparo possui o mesmo espírito libertário e revolucionário de Maria Quitéria, por isso conceder a horaria que além de uma homenagem, é também uma forma de reconhecer a história de luta de uma mulher que ao começar a trabalhar no setor de construção civil rompeu barreiras na década de 70.

“Maria do Amparo faz história e a sua trajetória é inspiradora. Ela é uma referência, pioneira e abriu caminhos para que hoje outras mulheres possam ser reconhecidas e respeitadas como profissionais da construção civil, Maria, uma mulher a frente do seu tempo”, diz o vereador Sílvio Humberto.

Maria do Amparo não esconde que passou por dificuldades, preconceitos e discriminação por ser uma mulher executando um trabalho “masculino”. “Sou pedreira, carpinteira, eletricista. Venci o preconceito com muita persistência e amor à profissão. Quando me davam uma chance de mostrar o meu trabalho, todos aprovavam”, conta.

E nem mesmo o fato de ter sofrido assédio moral em uma das empresas responsáveis pelas obras do Metrô, impediu que Maria do Amparo deixasse sua profissão de lado ou parasse de lutar por melhores condições de trabalho. “Entrei com um processo no Ministério Público do Trabalho e no Tribunal Regional do Trabalho.

anhei a causa em todas as instâncias e a empresa foi condenada”, afirma, ressaltando que sempre vale a pena lutar pelos seus direitos.

A sessão de entrega a honraria para a primeira mestre de obras da Bahia faz parte dos ciclos de atividades realizadas pelo vereador Sílvio Humberto (PSB) em homenagem ao dia da mulher afrolatina caribenha, celebrado no dia 25 de julho.

Livro de homenagem

O livro Simplesmente Maria, que narra a história de vida da trabalhadora da construção civil, Maria do Amparo, considerada a primeira mestre de obras da Bahia, e a sua luta contra o assédio moral, já está disponível em diversos pontos de venda em Salvador. O livro biográfico foi lançando oficialmente durante o 4º Seminário de Saúde e Segurança do Trabalho, realizado pelo Departamento de Saúde e Segurança do Trabalho (DSST) do Sintepav-BA.

De acordo com Maria do Amparo, o livro é a realização de um sonho que foi possibilitado, através do apoio do sindicato. “O livro é mais uma vitória na minha vida e só foi possível de ser realizado com o apoio do Sintepav que contribuiu de forma decisiva para que ele fosse lançado, permitindo que esse sonho se tornasse realidade”, declara Maria do Amparo.

 

Crédito das notícias: sintepav.org.br

COMPARTILHAR